Como exercícios de Pilates podem ajudar a aliviar a dor ciática


Primeiramente precisamos entender o que é a dor ciática: qualquer obstrução, restrição ou irritação que é aplicada ao nervo ciático.

O nervo ciático
O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano em diâmetro e comprimento. Representa o ramo terminal do plexo sacral (L4, L5, S1, S2 e S3). Sai da pelve através do forâmen isquiático maior, passando por baixo do músculo piriforme, desce entre o trocânter maior do fêmur e a tuberosidade isquiática, e ao longo do dorso da coxa, anterior aos músculos bíceps femoral e semitendinoso, até o terço inferior da coxa, passa pela parte posterior da perna abaixo do joelho e se divide, indo dentro e fora da panturrilha e na parte superior e inferior do pé, formando dois grandes ramos denominados nervos tibial e fibular comum.

Causas da dor ciática
Tudo o que coloca pressão sobre o nervo ciático ou raiz pode criar a irritação nos referimos como ciática. Isso pode acontecer a partir de um disco vertebral exercendo pressão sobre a raiz nervosa e que se alimentam no nervo ciático criando dor. Ou você poderia ter algum problema na incisura ciática - um acidente ou cair sobre uas nádegas, que causou um trauma para o nervo que passa através do entalhe ciático. A lesão pode causar inchaço e dor ciática. A pressão sobre o nervo ciático do músculo piriforme hiperativo é também um motivo comum para a irritação do ciático.
            Outra causa comum de dor ciática é a tensão neural (NT). NT é causada pela restrição à bainha que envolve o nervo. O nervo deve deslizar suavemente através da bainha como um cabo de freio da bicicleta deslizando através do seu invólucro. Mas às vezes o nervo não desliza bem pela bainha e isso pode causar restrição.
            Um exemplo de movimento apresentando tensão neural pode ser visto em uma aula de ginástica quando um aluno parece ter limitações apertadas. Então, depois de sua sessão de Pilates têm uma elevação da perna reta muito agradável. Neste caso, os músculos não estavam fisiologicamente encurtados - eles realmente estavam tentando proteger os nervos. Uma vez que o nervo foi mobilizado, a tensão diminuiu, e  a boa qualidade de movimento foi restaurada.

Proteção do nervo ciático em Exercício
A dor ciática é uma lesão do nervo. Com uma lesão no ciático você precisa ser cuidadoso para não irritar o nervo mais do que já está. Considere que o sistema nervoso é contínuo por todo o corpo desde o alto da cabeça aos pés e pontas dos dedos. Qualquer lugar que se mover no corpo, estamos na essência de mover o sistema nervoso. Então o que queremos é movimento suave, sem excesso de alongamento do nervo.
        Se a dor ciática é proveniente de uma hérnia de disco, então temos que tomar todas as precauções com relação ao disco.  Neste caso os exercícios não irão incluir flexão desnecessária e, por vezes extensão. Evitar o uso excessivo das nádegas e o músculo piriforme. Evitar colocar o nervo em estiramento. Evitar a flexão demais, flexão anterior na coluna lombar, que pode irritar o nervo, se há uma lesão do disco. Novamente, o trabalho de uma coluna neutra. Você pode fazer um monte de Pilates e ainda assim retirar estressores no nervo ciático quando usado exercícios corretos.

    Quando qualquer tipo de dor está presente, é especialmente importante trabalhar com um instrutor qualificado.
Não há limite para os exercícios. Ele é baseado em se sentir bem. Se você sente dor ciática precisa realizar exercícios do corpo inteiro, porém estes exercícios devem apresentar modificações para que você possa executar o movimento com sucesso e dessa forma, tendo alivio da dor.
No Pilates, o professor irá modificar o exercício e fazer as correções para proporcionar uma experiência bem sucedida de movimento sem dor. 
É importante também que o aluno entenda que é sua responsabilidade avisar quando sentir um incômodo, e responsabilidade do instrutor alterar o exercício para que ele tenha uma experiência de movimento bem sucedido. Essa fórmula tem sido o melhor para lidar com aqueles que sofrem de dor nas costas ou para dor ciática, qualquer tipo de patologia ou lesão.
O método Pilates apresenta uma variedade de exercícios para aumentar a consciência do centro, aumentar a mobilidade do quadril e tornar os movimentos eficientes, minimizando o recrutamento de algumas musculaturas do corpo o que auxilia no tratamento da dor ciática. 

Pilates, uma experiência bem sucedida de movimento, sem dor!

Este material é baseado em uma entrevista de Brant Anderson, feita por Ogle Marguerite, Guia About.com
Dr. Anderson é um fisioterapeuta, Especialista em Ortopedia e fundador da Polestar Pilates, um dos líderes em Pilates e na formação de instrutores na área da reabilitação. No Brasil, a Polestar Pilates é parceira da Physiopilates. Ouvir
Ler foneticamente


Nenhum comentário:

Postar um comentário